quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A mansão, de Willian Faulkner - volume 3 da trilogia Snopes - Cap. 7

Ainda com narração de Ratliff, conta como Gavin Stevens o convence a acompanhá-lo na visita à Linda em Greenwich Village, NY, onde encontrarão também o seu companheiro, o escultor Kohl. O advogado convida ainda McCarron, a quem será dado conhecer a paternidade de Linda. 

O que é interessante notar neste capítulo é que, nas conversas entre Ratliff e Stevens, Greenwich Village é descrita como o lugar onde se realizam os sonhos, e que as escolhas de Linda, como o local onde decidiu morar, que é considerado um reduto de artistas e centro da contracultura norte-americana, e o próprio companheiro - Kohl é um artista e adepto das ideias comunistas -, parece querer negar o seu passado em Jefferson, uma pacata e provinciana cidade sulista. 

Um comentário de Ratliff também nos chama atenção para a intenção de Gavin de ainda tentar consertar a vida de Eula mesmo após a sua morte. Seu encontro com McCarron poderia ser mais tenso tendo em vista tratar-se daquele que engravidou aquela a quem ele dedicava a sua devoção e a abandonou para ser assumida por Flem Snopes. No entanto, ele parece agir com a naturalidade de quem apenas cumpre uma obrigação pondo McCarron em contato com Linda. McCarron é um homem rico e bem sucedido, talvez Gavin estivesse tentando deixar Linda ainda melhor sob os cuidados do seu pai. Mas o fato é que ele faz McCarron prometer não contar nada a ela, o que não impede a moça de deduzir a verdade após acompanhar o pai biológico em um passeio de carro pela cidade. Ela tenta confirmar com Gavin, que nega, mas não consegue convencê-la.

No capítulo há ainda uma menção a uma visita de Ratliff ao caminho percorrido pelos seus antepassados V. K., mas isso eu vou precisar reler para compreender porque não ficou claro.

Nenhum comentário: